Estampaholic entrevista Marina Barbato

Oi gente!!!
Hoje tem um post SUPER especial!

O que eu trouxe para vocês hoje é uma entrevista com a Marina Barbato, na minha opinião uma das designers de superfície mais talentosas que temos atualmente no mercado! Além disso, ela é uma pessoa por quem eu tenho um grande carinho pois sempre foi muito atenciosa e gentil comigo, inclusive me concedendo essa entrevista (gigante) que hoje eu compartilho com vocês! Má, muito obrigada!! :*

Então, vamos direto ao ponto? Com vocês, Marina Barbato!
entrevista_marina_barbato Continue lendo…

Projeto Rapport – 2a temporada

Oi gente!
Vocês estão lembrados do Projeto Rapport, que eu mostrei aqui ano passado? Para quem não viu o primeiro post, basta clicar aqui! Ah, e também tem o post que a sua criadora, Alice Prina, fez sobre o Estampaholic, aqui! ;)

Relembrando, a idéia do Projeto Rapport é apresentar os designers brasileiros que estão por trás dessas estampas lindas que vemos em lojas por todo o país, mas que não são divulgados e acabam ficando “escondidos” por trás das marcas:

Focado na estamparia brasileira, o Projeto Rapport é um site que busca divulgar o excelente trabalho desenvolvido por designers e ilustradores brasileiros no campo da Moda, Decoração e Design de Superfície em geral.Alice Prina, Projeto Rapport

E agora, eu venho com muita satisfação falar para vocês que hoje (sim, hoje mesmo!) a segunda temporada do Projeto Rapport entrou no ar! E isso quer dizer que vocês podem se inscrever!

segunda_temporada Continue lendo…

Tutorial: Desenho cego!

Oi gente!

Antes de tudo, me desculpem pela ausência. Essas últimas duas semanas foram super corridas para mim, mas por um bom motivo: trabalho! Rs.

O post de hoje vai falar de uma técnica muito interessante! Vocês conhecem o Desenho cego?

image

Eu aprendi essa técnica recentemente, na aula da queridíssima professora Dani Brum (www.danielabrum.com), durante uma aula da Pós-Graduação que eu curso em Design de Estampas, do SENAI-CETIQT. Gostaria de fazer uma pequena pausa para falar que as aulas dela foram o máximo! Criamos texturas, desenhos cegos, colagens, carimbos… ninguém lá queria que tivesse acabado! Rs. Aconselho muito que vocês deem uma olhada no portfólio dela e conheçam mais do seu trabalho, que é incrível!! :) Ah, e além de super talentosa, ela também é um amooor de pessoa!

Bom, mas vamos ao desenho cego! Como ele funciona?
É muito simples! Escolhemos uma imagem como referência e tentamos desenhá-la sem olhar para o papel, apenas fixando o nosso olhar nessa imagem. Não é cego porque temos que tampar os olhos, ok? Rs. A idéia é que a gente não veja o que está fazendo, mas que nos concentremos na imagem para não ficarmos totalmente sem referência!

Quanto à imagem, não aconselho que vocês escolham nada muito complexo, especialmente no início, pois vocês vão ver que quando o desenho não é muito contínuo, fica difícil tirar o lápis do papel e colocá-lo novamente onde queremos continuar o desenho. 

Abaixo, a imagem na qual me baseei para desenhar os caranguejos, uma estampa fofíssima da Rachel Novak, do blog Shore Society:

image

Sim, é verdade que, às vezes, os resultados são bem ruins mas, em outras, surpreendentemente bons! O legal é que o traço sai bem diferente do que o que costumamos fazer, então é bom para dar uma variada! Abaixo um exemplo ruim e um bom que eu obtive:

imageimage
Deu pra perceber a questão do traço contínuo com as imagens acima? No resultado “ruim”, eu não consegui fechar o caranguejo nem posicionar direito as patinhas e os olhos dele! Rs. Temos que pensar como vamos desenhar ao invés de simplesmente começar a rabiscar. Vale planejar o desenho, usar o dedo como guia, mas não pode olhar, hein? Rs.

Depois que fiz vários testes (figura abaixo), selecionei três, levei para mesa de luz e redesenhei com caneta nanquim.

image

Como pretendia (e vou!) usar esses desenhos para criar uma estampa, fiz alguns pequenos ajustes como, por exemplo, não deixar o traço do corpo “dentro” dos braços ou aproximar um pouco os pézinhos do corpo.

Pintei o desenho com marcadores Copic deixando as cores passarem dos limites do contorno e criando algumas sugestões de sombra e luz, mas nada muito “bem acabado”. Abaixo vocês podem ver o resultado final:

image

E aí, o que acharam? Quem vai tentar? 

No começo é meio difícil mesmo, mas não desistam de cara! Eu prometo que é legal! Rs.

Espero que vocês tenham gostado! Ah, se produzirem algum desenho com essas dicas me mostrem, ok? Vou adorar ver!!

Beijinhos!

Estampa Piñata + tutorial no Adobe Illustrator!

Oi gente, tudo bem?

O post de hoje vai ser bem completo (leia-se gigante rs.)! Vou mostrar para vocês uma estampa que eu fiz como trabalho para uma das matérias da Pós-Graduação (para quem ainda não sabe, eu curso a pós em Design de Estampas do SENAI-CETIQT) e, depois, dar uma dica de como construir alguns dos motivos dessa estampa com o Adobe Illustrator.

O resultado final obtido foi bem simples, mas nem por isso menos charmoso. ;) Eu confesso que não estava esperando ficar tão contente com o resultado mas até que fiquei, especialmente dada a correria na qual eu criei a estampa! (Legal que o professor vai ler isso tudo aqui rs.)

Quem acompanha o Estampaholic também através do facebook (facebook.com/estampaholic) já deve ter visto a estampa na nova foto de capa, certo? Bem, é em cima dela que eu vou fazer o post de hoje!

image

Para este trabalho, a estampa tinha que ser feita com o Illustrator e nós devíamos usar técnicas e ferramentas que aprendemos durante a aula do queridíssimo professor Lula Rocha, também criador do site Metapix (que vocês já conhecem bem, né?).

Pesquisei um pouco aqui, um pouco alí… mas, como o tema era livre, demorei um pouco para decidir o que queria criar rs. Como os florais sempre são a minha primeira opção, optei por fazer um, 100% vetorial e com uma referência visual que eu gosto e tenho pesquisado muito ultimamente: bordados mexicanos!

Para quem não sabe como são os bordados mexicanos, coloquei abaixo dois pequenos moodboards que eu criei para me inspirar:

image

image

Definidas as referências, comecei a criar os motivos e a paleta de cores.
Para os motivos, decidi criar flores bem simples como as que selecionei nos moodboards e, para isso, utilizei um efeito do Illustrator chamado Pucker & Bloat. Calma que eu vou explicar tudo direitinho, passo a passo! Rs.

O efeito Pucker & Bloat (que, em português, pode ser traduzido como “esvaziar” e “inflar”) pode ser aplicado em qualquer elemento e ele se encontra no painel “Appearance” (Windows > Appearance). Para quem não está familiarizado com este painel, nele podemos fazer inúmeras transformações na aparência de um elemento, é um painel muito, muito importante! Abaixo, coloquei o ícone e uma prévia do seu conteúdo para quem ainda não conhece:

image

image

Então vamos lá! Abaixo vocês podem ver os motivos que eu usei e como eu os construí. Vou mostrar como fazer uma das oito flores, pois o processo é o mesmo para todas e as restantes vocês já vão saber fazer sozinhos depois! ;)

image

Vamos ao passo-a-passo:

image

1) Selecione a ferramenta Star Tool. No painel de ferramentas, ela se encontra abaixo da ferramenta de texto e fica no mesmo grupo que as ferramentas retângulo, elipse, polígono. O ícone que aparece alí pode não ser o da estrela e sim o de outros ítens do grupo, mas basta clicar no ícone principal para que você selecioná-la na lista. Isso acontece porque o Illustrator coloca no painel principal a última ferramenta do grupo que foi selecionada.

2) Clique e arraste, sem soltar o mouse até a etapa 3! (importante!

3) Com as setas “pra cima” e “pra baixo” do teclado, aumente ou diminua o número de pontas da estrela. 

image

4) Selecione a estrela criada e escolha uma cor. Mantenha a estrela selecionada para o próximo passo.

5) Abra o painel Appearance (aparência) em Window > Appearance. Já no painel, clique no botão fx (Add New Effect) que aparece selecionado na imagem 5.

6) Selecione a opção “Distort & Transform” e, em seguida, “Pucker & Bloat…

image

7) No painel de controle da ferramenta Pucker & Bloat você pode escolher por “esvaziar” ou “inflar” o objeto selecionado. Se movermos o slider para a esquerda, em direção à palavra Pucker – gerando números negativos -, esvaziamos o objeto. Para este tutorial, o moveremos para direita para inflarmos a nossa estrela, arredondando suas pontas e a transformando em uma flor! A porcentagem que funcionou bem para mim foi de 30%, mas isso varia de acordo com o efeito que você deseja obter e também com  o tamanho da imagem. Mantenha a opção “Preview” ativada para que você acompanhe as transformações em tempo real.

8) Por fim, crie uma esfera no meio da flor para ser o miolo e escolha uma cor para ela. 

OBS: O efeito Pucker & Bloat, assim como todos os outros do painel Appearance, pode ser modificado a qualquer hora: basta clicar no nome do efeito no painel e fazer as mudanças necessárias!

Para criar as demais flores, fui repetindo o mesmo processo com outros objetos como estrelas com número diferente de pontas e polígonos! Experimente com pentágonos, hexágonos, dodecágonos… (aula de geometria, oi? hahaha).

Aumente bastante o número de lados, teste com números de lados pares, ímpares… e escolha uma bela paleta de cores! No efeito Pucker & Bloat, varie bastante a porcentagem (menor para obter flores mais “gordinhas” e maior para flores com pétalas mais longas, faça o teste!).

Simples, não? Aposto que vocês nunca mais vão querer desenhar uma pétala no Illustrator para construir esse tipo de flor rs.

Abaixo está o resultado final da estampa, com as 3 variações de paleta que eu criei. Após ter definido a paleta da estampa principal (de fundo amarelo), fui criando outras cores de fundo e, a partir dela, gerando novas harmonias de cor.

image

image

image

Para quem ficou curioso, as folhas foram construídas de outra maneira, utilizando os pincéis do Illustrator, mais especificamente o “Scatter Brush”. Se vocês quiserem eu posso fazer um outro tutorial falando apenas dele, basta deixar aí nos comentários. ;) Se tiver bastante gente querendo, eu dou sequência à este post!

Bom, me desculpem pelo post longo, mas eu gosto de fazer os tutoriais sempre muito bem explicadinhos! Caso ainda tenha ficado alguma dúvida, é só me falar!

Beijinhos e espero que vocês tenham gostado!

Entrevista com Estampaholic/Patrícia Capella no Fashion Stream

Gente, quinta-feira (08/08) definitivamente foi um dia bom para mim! Tenho muito o que comemorar e vim dividir isso com vocês! :)

Além de ter aparecido com um super post no site Print & Pattern (saiba mais aqui!), também dei uma entrevista para o site Fashion Stream, criado pela querida Carina Roma, junto com suas amigas Larrisa Aguiar, Marília Bonilha e Clara Holtz (beijos, meninas!).

O Fashion Stream, por suas criadoras:

O Fashion Stream tem como missão informar, entreter e colaborar com notícias diárias sobre moda, beleza, arte, cinema e cultura, assim como traz ao site portfólios de profissionais do meio, inspirações, informações sobre vagas, cursos e tudo que abrange o universo fashion.

Porém, ao contrário do post no Print & Pattern, que era mais um showcase do meu trabalho, o post do Fashion Stream foi uma entrevista comigo, na qual eu falo bastante um pouco (daquele jeito que vocês conhecem) sobre a minha formação, o meu processo criativo, o surgimento do Estampaholic, o mercado, etc.

Para ler a entrevista na íntegra, basta clicar nesse link: fashionstream.com.br/portfolio-patricia-capella. Acredito que vocês vão gostar pois as perguntas foram bem diretas e eu tentei dar as respostas mais completinhas possíveis! :)

Aproveitem a visita por lá para conhecer mais o Fashion Stream, tem posts sempre super interessantes!

Beijinhos!

Print & Pattern – Designer: Patrícia Capella (eu! rs.)

Gente!
Me desculpem pela expressão, mas “para tudo!!!” 
Fui publicada no blog Print & Pattern!!! Estou muito feliz! :D

Print & Pattern, segundo a descrição de sua criadora, Bowie Style:
this is a website that celebrates the world of surface pattern design.”

image

O “Print & Pattern” é um blog do Reino Unido que fala exclusivamente de estamparia (conhecem algum assim por aqui? Rs.), mas que já existe há bastante tempo e possui 3 livros publicados, que devem ser conhecidos de muitos de vocês aqui! Para quem ainda não conhece, no site da amazon vocês podem dar uma espiadinha dentro dos livros, ver reviews, comentários, etc. É só clicar aqui: bit.ly/printandpattern ;)

E hoje de manhã, essa blogueira aqui que vos fala acordou com uma belíssima surpresa: eu estava na home do site! Quer “bom dia” melhor que esse? Para quem quiser conferir o post na íntegra, basta clicar no link: 
printpattern.blogspot.co.uk/2013/08/designer-patricia-capella.html

Aqui a breve apresentação que ela fez sobre mim:

“patricia capella is a freelance surface pattern designer from  rio de janiero, brazil. she is passionate about creating patterns and her colourful sunny designs are perfectly suited to fashions and homewares.  patricia also keeps her own blog (in portugese) all about patterns called ‘estampaholic’. patricia portfolio is constantly updated and can be seen online here.”

PS: Gostei de “colorful sunny designs” rs. Cor é comigo mesma! :D

Ao todo, foram publicadas 13 imagens de trabalhos meus, assim como um link para o meu portfolio ;) Seguem algumas delas abaixo (quem acompanha o blog já deve estar cansado de ver! rs.):

image

image

image

image

image

image

image

Esse post foi para dividir a minha alegria com vocês e apresentar o Print & Pattern para quem ainda não conhecia ;) Espero que vocês tenham gostado!

Beijo grande!!!

 

Especializações em Estamparia – Rio de Janeiro

Oi gente!

Semana passada eu recebi um email com algumas perguntas de uma leitora aqui do blog e percebi que as dúvidas dela eram bastante frequentes, pois já havia recebido emails parecidos de outros leitores… Assim que a respondi, pensei que poderia ser uma boa idéia compartilhar com vocês aqui as dicas que dei para ela! 

Aliás, se algum de vocês tiver uma dúvida, sugestão, crítica – ou só quiser dar um oi mesmo – , fiquem à vontade para me escrever! O endereço para contato do blog é contato@estampaholic.comimageBem, para resumir, esse post tem como objetivo apresentar algumas dicas de cursos, workshops, graduações e pós-graduações na área de estamparia. Falarei, em específico, do que eu fiz e conheço, mas quem tiver novas sugestões e recomendações, pode deixar aí nos comentários! ;)

Quem não é do Rio de Janeiro, por favor me desculpe, mas como eu sou daqui, a maior parte das dicas que tenho para dar são de cursos da minha cidade. Eu também não gosto de dar dicas de coisas que não conheço, portanto, só falaria de cursos de outras cidades se a recomendação viesse de fontes de extrema confiança. Mas, incluí na lista também algumas opções de cursos online e à distância, para que todo mundo possa aproveitar um pouquinho! Vamos às dicas:

  1. O CCE (Coordenação central de extensão) da PUC-Rio oferece um curso chamado “Estamparia: O Surface Design na área têxtil” (bit.ly/cce_estamparia) ministrado pela professora Dra. Liana D’Urso. Esse curso tem como objetivo apresentar o design voltado para a estamparia, passando por fundamentos como teoria da cor, boa formulação do rapport, técnicas de rapport (tais como cruz de acerto e pontos de contato), análise de tecidos estampados e conta também com a prática de muitos exercícios. Foi o primeiro curso que fiz na área!
  2. Também na PUC-Rio, o professor Lula Rocha – e queridíssimo colaborador do Estampaholic! – ministra o curso “Adobe Illustrator CS6 para Design de Superfície” (bit.ly/ai_design_superficie). Recomendo muito esse curso pois dificilmente você encontrará um professor que domine tanto a ferramenta (falando do software em si e da sua aplicação para a estamparia) e que seja tão didático e gente boa! :) Vale notar que o próximo curso começa agora, dia 30/07, portanto se você tem interesse em participar, não perca tempo: entre em contato com o CCE e se informe!
  3. Além do curso citado acima, o professor Lula Rocha também é o criador do site “Metapix” (metapix.com.br), um site de cursos online que te ensinam a usar, com eficiência, ferramentas da Adobe como o Illustrator, o Photoshop e, recentemente, o inDesign. O interessante desse site é que, tanto os cursos de Illustrator quanto os de Photoshop, se dividem em uma área onde você aprende a trabalhar com o software em si e outra onde você passa a aplicar seus conhecimentos diretamente no design de superfície. Ou seja, se você já sabe trabalhar com eles, ótimo, pode assistir os cursos voltados para estamparia. Mas, se não sabe, isso não será um problema, pois lá você também poderá aprender fundamentos mais básicos. Das duas formas, eu recomendo que vocês assistam vídeos de ambas as áreas pois, mesmo quem já tem intimidade com o software, pode sempre aprender novas técnicas, atalhos, etc., que antes não conhecia. Aconselho que vocês assistam os vídeos grátis e, se gostarem, façam a assinatura (mensal = R$29,00) que, convenhamos, é bem mais barato do que qualquer curso que você vai encontrar por aí e pode ser feito no conforto da sua casa ;). A assinatura te dá direito a todos os cursos e você pode ver e rever à vontade. 
    PS: Não, não sou parente do Lula rs. e nem ganho comissão por indicar o site. Faço isso com frequência pois realmente acho o site sensacional e aprendi muito do que sei hoje com ele!)
  4. O Instituto Rio Moda (www.institutoriomoda.com.br) oferece diversos workshops na área de moda e, com certa frequência, alguns são relacionados à estamparia. Este ano eu participei do workshop de estamparia que uniu La Estampa e Farm, na casa de verão da Farm, através das suas coordenadoras de estamparia. Recentemente eles ofereceram também um workshop de mesmo tema na Lenny, do qual, infelizmente, eu não participei. Fiquem de olho pois, em outubro, haverá um workshop com a Ana Laet.
  5. Por último, mas não menos importante, o SENAI-CETIQT (www.cetiqt.senai.br), que é um “braço” do SENAI voltado para à formação de profissionais da área têxtil, oferece, na área de estamparia, cursos de extensão presenciais e à distância, de graduação e de pós-graduação (também com as opções presencial e à distância). Atualmente eu curso a Pós-Graduação em Design de Estampas e estou no quinto mês!

PS: Os links diretos para os cursos (ítens 1 e 2) que eu coloquei para facilitar a consulta de vocês não são permanentes. Isso quer dizer que após o início dos cursos eles deixam de existir, portanto vocês tem que consultar a lista de cursos neste endereço bit.ly/cursos_cce_puc-rio ou ligar diretamente para o CCE no número 0800 970 9556, para checar as próximas datas e/ou se inscrever! 

Acho que por enquanto é isso! Eu fiz os cursos na seguinte ordem: 
CCEMetapixInstituto Rio ModaSENAI-CETIQT. Se alguém tiver mais sugestões de cursos aqui no Rio, vou adorar! Se a sua dica for de fora da cidade, também pode deixar nos comentários para quem não for carioca também aproveitar ;)

Beijos!!!

Processo criativo: Mini-coleção de estampas “Whole lotta love”

Bom dia, gente! :)
Hoje vim falar do processo criativo de três das minhas estampas mais recentes – que são na verdade uma “mini-coleção” -, nas quais trabalhei com apenas um motivo, que acabou se desdobrando em três composições diferentes.

O nome da coleção é “Whole lotta love” porque, bem, é repleta de corações e porque eu tenho ouvido muito Led Zeppelin ultimamente, banda que eu amo! Rs. Se alguém ainda não conhece a banda ou a música, fica aí uma sugestão! ;)

O resultado obtido foi bem simples, mas eu fiquei bastante satisfeita, especialmente porque tudo começou de forma despretensiosa durante uma aula da pós-graduação, a coleção ficou bem colorida (do jeito que eu gosto!) e porque eu consegui retirar, de um mesmo motivo, três composições diferentes que me agradaram! Confiram abaixo os resultados:

image

image

image


Gostaria de explicitar que essa coleção foi desenvolvida por mim, com fins comerciais, e apresentada aqui apenas com o intuito de compartilhamento de informações, dicas e idéias. Logo, esta coleção ou as estampas individualmente não devem ser reproduzidas e/ou comercializadas! Não que algum de vocês vá fazer algo do gênero, meus leitores são uns queridos! ;* Mas é sempre bom avisar, certo? rs.

Mas, chega de papo! Vamos ao processo?
Como eu disse anteriormente, eu usei basicamente um motivo, que foi o seguinte:

image

A estampa foi toda feita no Adobe Illustrator CS6 e, para criar esse motivo, eu utilizei basicamente duas ferramentas: Pen Tool (caneta) e Blend Tool. Abaixo segue uma pequena imagem, para esquematizar o processo, que é super simples:

image

  1. Com a Pen Tool (e o auxílio de uma linha guia), eu desenhei o primeiro coração, amarelo, dupliquei e diminuí bastante essa cópia e dei à ela uma outra cor, nesse caso rosa.
  2. Em seguida, posicionei o coração menor no centro do maior
  3. E, por último, com a Blend tool, criei um degradê de corações intermediários (quatro no total), indo do menor para o maior.

Para quem não tem intimidade com o Illustrator, vou mostrar rapidinho como eu usei a ferramenta Blend:

image

Para completar, criei outros três corações, seguindo o mesmo processo, mas com cores diferentes nos corações menores e, consequentemente, nos corações intermediários. As outras cores escolhidas foram azul, vermelho e verde.

Com esses quatro motivos criados, comecei a testar composições.
Na primeira versão, com o fundo laranja, criei um encaixe simples e fui alternando os corações em duas “linhas”: uma de cores quentes e outra de cores frias.

Na segunda composição, de fundo verde, criei uma espécie de mandala/flor com os corações, totalmente simétrica e com o mesmo número de corações de cada cor. Agrupei essa mandala e usei o sistema de repetição em salto, para que os elementos se “encaixassem” melhor.

Por último, criei “duplinhas” de corações rebatidos na vertical e os encaixei de forma que o espaço entre cada dupla de corações fosse sempre uniforme.

Bom, acho que para o processo é isso! Se quiserem ver as estampas diretamente no meu portfólio (patriciacapella.com/whole_lotta_love.php), nele eu coloco também algumas simulações das estampas em objetos reais, pois isso me ajuda muito a ter noção de escalas, superfícies mais adequadas, etc. e, também, é muito importante na hora de “vender” a estampa! :)

O que vocês acharam dos resultados obtidos? Espero que tenham gostado! Adoraria receber um feedback de vocês então, como sempre, é só deixar nos comentários!

Beijinhos!

Pássaros #2

E, para combinar com o post anterior (Referências – pássaros), uma seleção de estampas com o mesmo tema! Se o último post não foi o suficiente para você “se mexer” e começar a desenhar, esse aqui vai ser! Rs.

Brincadeiras à parte, nada como uma seleção de estampas linda para nos deixar inspiradas, não é mesmo? Confiram abaixo o segundo post com estampas de pássaros! (Perdeu o primeiro post? É só clicar aqui!)

Bethan Janine
image

Alexander Henry Fabrics
image

Cloud 9 Fabrics
image

Alexander Henry Fabrics
image

CSERA Surfaces
image

Lindas, não é? E agora, inspirados o suficiente? Rs. Quero ver o trabalho de vocês! É só deixar nos comentários ;)

Beijos!

Referência – pássaros

E aí gente, vamos desenhar?

Eu já havia mostrado para vocês que o Pinterest do Estampaholic tem painéis de referências para desenho, certo? Falei sobre o painel de referências de flores aqui e aqui (é só clicar nos links para rever os posts) e, se vocês quiserem acessá-lo diretamente no Pinterest, basta clicar aqui.

Esses painéis são alimentados com o intuito de fornecer, a todos vocês, inspiração e referências para criação de desenhos e estampas, através de fotos e imagens – e não de estampas em si. Claro que existem também os painéis com seleções de estampas, divididas em diversos temas, mas acredito que esses dois tipos de painéis sejam complementares!

Como assim? Por exemplo, existe o painel “Referências – pássaros” e o painel “Pássaros”: o primeiro nos dá referências de pássaros para desenharmos, (espécies de pássaros, cores, texturas, posições, etc.) e o segundo nos dá idéias de estampas com aquele mesmo tema, mostrando tipos de composições, outros elementos que também podemos inserir na estampa, tipos de traços, etc.

Matt Sewell
image

No post de hoje venho apresentar um outro painel, já citado acima, que está disponível para consulta no nosso Pinterest: “Referências – pássaros”. Para acessá-lo diretamente no Pinterest e/ou seguí-lo, o endereço é bit.ly/referenciaspassaros.

Bom, sem mais delongas, vamos ao que interessa! Quem está pronto para pegar lápis e papel (ou caneta, ou lápis de cor, ou pastel, ou aquarela, ou nanquim rs.) e começar a criar alguns desenhos para a próxima estampa? Espero que as imagens abaixo sirvam de inspiração para vocês! Vamos à elas:

Pássaro #1
image

Pássaro #2
image

Pássaro #3
image

Pássaro #4
image

Pássaro #5
image

Pássaro #6
image

Pássaro #7
image

Pássaro #8
image

Pássaro #9
image

Pássaro #10
image

Procurei colocar fotos de pássaros mais comuns (mas não por isso menos bonitos!), alguns mais exóticos, em posições (e composições) diferentes e outros mais “em close”. Tem para todos os gostos!

O que vocês acharam? Espero que vocês tenham gostado!
Beijos e até o próximo post!

Portfólio online

Oi gente!
Hoje vim falar um pouquinho com vocês sobre portfólio!

Para conhecerem melhor o meu trabalho, vocês podem acessar o meu portfólio em www.patriciacapella.com ou clicando na imagem abaixo:

imageBom, como vocês sabem, assim como muitos de vocês, eu estou procurando a minha primeira grande oportunidade na área de estamparia! Como falei no post inaugural do blog, quando me apresentei à vocês (link: bit.ly/bem-vindo-ao-estampaholic), no final do ano passado eu resolvi mudar a minha área de atuação dentro do Design para correr atrás de trabalhar com estamparia, que é o que eu realmente amo! Confesso: não está sendo nada fácil!

Uma das primeiras coisas que eu senti necessidade foi de criar um portfólio online. É claro que, para isso, primeiramente eu precisava desenvolver algumas estampas! São coisas complementares, não é mesmo? Eu precisava ter estampas para exibir e uma forma de exibí-las rs.

Comecei a estudar, pesquisar, praticar muito em casa e a simplesmente desenvolver todas as estampas que passavam pela minha cabeça. Em dois meses, já com uma quantidade razoável de estampas, parti para o portfólio em si. Com o passar do tempo, fui aprimorando algumas estampas, substituindo outras, criando novas… mas o importante era colocar alguma coisa logo no ar!

image

Hoje em dia existem muitas ferramentas online para exibirmos nossos trabalhos como flickrtumblrwordpresscarbonmadebehancewixissuu, as próprias fan pages do facebook, entre outros. Porém, como trabalhava em empresas de tecnologia, criando layouts para websites e aplicativos mobile, eu tinha uma certa experiência com interfaces de sites e a sua implementação. Decidi então fazer o meu próprio site, pois assim ele teria realmente a minha cara.

Mas, se você não tem conhecimentos nessa área, hoje em dia isso não é mais desculpa! Qualquer um desses serviços de portfólio online já pode ser de grande ajuda! Mãos à obra e vamos colocar esses trabalhos para o mundo ver! Rs.

Primeiro de tudo, é bom que o portfólio tenha uma identidade gráfica interessante, coerente e, principalmente, que essa linguagem visual te represente e traduza o seu estilo. Pode ser através de um logotipo, do layout em si, alguns elementos de interface… tome um certo tempo nessa hora, pois esse site vai ser uma das suas formas de apresentação mais importantes.

E quanto ao conteúdo do portfólio?
Bom, o essencial mesmo são as suas estampas, certo? Porém existem outras informações que você pode (e deve) disponibilizar para aumentar as chances de que um possível empregador/cliente se interesse pelo seu trabalho. Nesse post, vou “desmembrar” o meu portfólio, mostrar como eu o divido e o porque!

  • image Estampas:
    Bom, essa é a parte principal, certo? Pense em como exibí-las da melhor forma. Uma imagem após a outra, uma embaixo da outra? São muitas imagens, poucas…? Eu exibo pequenas miniaturas das minhas estampas na página inicial que, ao serem clicadas, levam à uma outra página com a imagem maior e algumas outras informações.
    (clique na imagem para ver diretamente no site)

    image

  • image Aplicações:
    Aprendi que a aplicação pode ser responsável por “vender” a estampa. Muitas vezes aquela estampa que você considera sem graça pode ficar linda em uma almofada, um vestido, um papel de parede… Se ao desenvolver a estampa você pensou em um produto final para ela, faça a simulação e apresente no seu site!
    (clique na imagem para ver diretamente no site)

    image

  • image Ilustrações:
    Essa parte eu adicionei recentemente ao meu portfólio, pois vi que muitos empregadores pedem que os candidatos tenham habilidades de desenho manual e, portanto, o que você é capaz de fazer deve ser colocado à mostra!
    (clique na imagem para ver diretamente no site)

    image

  • image Wallpapers
    Nesta parte eu coloco à disposição, para download, alguns wallpapers com estampas minhas. É um pequeno “presentinho” para agradecer por visitarem o meu site! :) 
    (clique na imagem e baixe o seu!)

    image

  • image Estampaholic
    Um link para o meu blog que hoje em dia eu considero uma ferramenta de divulgação do meu trabalho tão importante quanto o próprio portfólio.
  • image Currículo
    Inicialmente eu havia pensado em disponibilizar o meu currículo para download, porém como não gosto de baixar nada para poder ver o conteúdo, achei que um link para o meu currículo no linkedin seria mais eficiente do que fazer com que os interessados baixem um pdf.

Bom, espero que esse post possa dar aquele empurrãozinho que faltava para quem ainda não tem um portfólio no ar! E vocês, como divulgam o seu trabalho? Se tiverem alguma dica e quiserem compartilhar, é só deixar nos comentários! Críticas/sugestões em relação ao meu portfólio também são muito bem-vindas!

Beijos!!!

Estampaholic entrevista Clau Cicala (Estúdio Clau Cicala)

Oi gente! Estou super animada pois o post de hoje é muito especial! Eu vinha fazendo um certo mistério sobre esse post há algum tempo, mas agora chega de segredos! rs.

Confiram agora a primeira entrevista do Estampaholic! Entrevistei a fofíssima e talentosíssima Clau Cicala (do Estúdio Clau Cicala), uma profissional que eu admiro MUITO e que tem muito conhecimento para passar para todos nós!

image Continue lendo…

Apostila – Defeitos de Estamparia Têxtil

Já falamos muito de inspiração e criação por aqui… mas fazer estampa também é produzí-la, prepará-la e mandá-la para o mercado, certo? Não podemos ficar só na parte “divertida” rs., temos que garantir, até onde vai o nosso alcance, que a estampa será impressa da melhor forma possível. Saber como todo o procedimento funciona, muito além do Photoshop, Illustrator ou Corel, é um grande diferencial para quem atua nessa área.

Por isso, estou indicando para vocês uma apostila (bastante breve, com apenas 6 páginas), mostrando os erros mais comuns da estamparia, que vão desde problemas com o desenho em si até erros nas máquinas, tintas, tecidos, encaixes e etc. Esse material nos ajuda a perceber o quão delicado e sujeito a erros é o processo completo da estamparia.

A apostila foi uma dica da super Mônica Fuchshuber, ilustradora e designer com bastante experiência no mercado –  http://www.monicafuchs.com.br, no grupo “Design de Superfícies” do Facebook. Aliás, aconselho que vocês entrem nesses grupos pois sempre tem alguém postando algo de interessante, trocando informações, respondendo perguntas, ajudando, etc. No final do post, darei dicas de alguns dos quais faço parte.

Voltando à apostila, esse material tem como objetivo apresentar os principais erros que acontecem na hora de passar aquele desenho lindo para o tecido. Na verdade, o conteúdo é bastante técnico e trata mais de Engenharia Têxtil e não de desenho/criação.Porém, em muitas empresas, o Designer precisa acompanhar também a impressão das estampas e é sempre bom saber antever/previnir/entender/consertar um erro, certo? Ainda mais quando se trata de uma produção em larga escala, como é o caso de grandes empresas do mercado. Você não precisa ser um especialista no assunto, mas é sempre bom ter uma idéia do que está acontecendo e/ou ter um material de referência, caso haja a necessidade de uma consulta.

A apostila foi escrita para a disciplina “Design Têxtil III”, da Universidade Estadual de Maringá, no curso “Engenharia de Produção – Confecção Industrial”. Os autores são os alunos João Paulo Rocha, Silvestre Daunfenbach Jr. e Guilherme Berto. Segue o link: http://bit.ly/10rFvO6

E, por último, alguns grupos do facebook que tratam especificamente de estamparia:

É isso pessoal! Espero que esse post seja útil para vocês!
Beijo grande!