Curso de Illustrator CS6 com o Lula Rocha (Metapix) – PUC-Rio

Oi gente!

Estou fazendo esse post aqui porque muitos de vocês me perguntam sobre cursos na área de estamparia e eu tenho uma dica muito muito muito boa para dar pro pessoal do Rio de Janeiro!

image

O Lula Rocha, criador do site Metapix – e super colaborador aqui do blog -, vai ministrar um curso de Illustrator CS6 na PUC-Rio, através do CCE (Coordenação Central de Extensão). Ah, apesar de ser na PUC, para participar do curso não é necessário ser aluno ou ex-aluno!

Me desculpem pela dica assim tão em cima da hora mas eu não consegui postar mais cedo! Fiquem atentos pois as vagas são limitadas e as inscrições só vão até o dia 24 de setembro, terça-feira agora! Quem se interessar, corre para se inscrever para não ficar de fora! Mais informações em bit.ly/curso_illustrator_cs6 ou ligando para 0800 970 9556.

Recomendo muito esse curso pois o Illustrator é uma das ferramentas mais poderosas do mercado para a criação de estampas e, sinceramente, o Lula é um dos professores que mais dominam o assunto, além de ter uma didática excelente, possuir um ótimo material de aula para os alunos e ser super gente boa!

Como sei que questões como horário, duração e valores são muito importantes, tomei a liberdade de colocar aqui uma screenshot do site com essas informações para vocês verem mais rápido:

image

Eu sei que muitos de nós que já trabalhamos diariamente com esses softwares somos autodidatas (leia-se: aprendemos na marra! rs.) e conseguimos nos virar bem com o programa, mas é impressionante como realmente conhecer a ferramenta, sua interface e atalhos, faz com que a nossa produtividade e a qualidade do nosso trabalho aumentem drasticamente! 

Para quem não tem muita intimidade com o Illustrator então, esse curso é perfeito! Tudo que vai ser ensinado servirá para que vocês consigam criar desenhos, fotos vetorizadas, paletas de cor, texturas e outros recursos que podem (e devem!) ser utilizados, futuramente, na criação de estampas!

Muito do que eu sei de Illustrator hoje eu devo ao Lula e ao seu site Metapix e, portanto, recomendo de coração – e também de olhos fechados – esse curso! Tenho certeza que quem fizer vai amar!

Não deixem de visitar a página do curso no site do CCE, clicando nesse link: bit.ly/curso_illustrator_cs6. Lá vocês podem conferir outras informações como o objetivo do curso, programa, carga horária, etc.

Espero que vocês tenham gostado da dica!

Beijinhos!

Estampa Piñata + tutorial no Adobe Illustrator!

Oi gente, tudo bem?

O post de hoje vai ser bem completo (leia-se gigante rs.)! Vou mostrar para vocês uma estampa que eu fiz como trabalho para uma das matérias da Pós-Graduação (para quem ainda não sabe, eu curso a pós em Design de Estampas do SENAI-CETIQT) e, depois, dar uma dica de como construir alguns dos motivos dessa estampa com o Adobe Illustrator.

O resultado final obtido foi bem simples, mas nem por isso menos charmoso. ;) Eu confesso que não estava esperando ficar tão contente com o resultado mas até que fiquei, especialmente dada a correria na qual eu criei a estampa! (Legal que o professor vai ler isso tudo aqui rs.)

Quem acompanha o Estampaholic também através do facebook (facebook.com/estampaholic) já deve ter visto a estampa na nova foto de capa, certo? Bem, é em cima dela que eu vou fazer o post de hoje!

image

Para este trabalho, a estampa tinha que ser feita com o Illustrator e nós devíamos usar técnicas e ferramentas que aprendemos durante a aula do queridíssimo professor Lula Rocha, também criador do site Metapix (que vocês já conhecem bem, né?).

Pesquisei um pouco aqui, um pouco alí… mas, como o tema era livre, demorei um pouco para decidir o que queria criar rs. Como os florais sempre são a minha primeira opção, optei por fazer um, 100% vetorial e com uma referência visual que eu gosto e tenho pesquisado muito ultimamente: bordados mexicanos!

Para quem não sabe como são os bordados mexicanos, coloquei abaixo dois pequenos moodboards que eu criei para me inspirar:

image

image

Definidas as referências, comecei a criar os motivos e a paleta de cores.
Para os motivos, decidi criar flores bem simples como as que selecionei nos moodboards e, para isso, utilizei um efeito do Illustrator chamado Pucker & Bloat. Calma que eu vou explicar tudo direitinho, passo a passo! Rs.

O efeito Pucker & Bloat (que, em português, pode ser traduzido como “esvaziar” e “inflar”) pode ser aplicado em qualquer elemento e ele se encontra no painel “Appearance” (Windows > Appearance). Para quem não está familiarizado com este painel, nele podemos fazer inúmeras transformações na aparência de um elemento, é um painel muito, muito importante! Abaixo, coloquei o ícone e uma prévia do seu conteúdo para quem ainda não conhece:

image

image

Então vamos lá! Abaixo vocês podem ver os motivos que eu usei e como eu os construí. Vou mostrar como fazer uma das oito flores, pois o processo é o mesmo para todas e as restantes vocês já vão saber fazer sozinhos depois! ;)

image

Vamos ao passo-a-passo:

image

1) Selecione a ferramenta Star Tool. No painel de ferramentas, ela se encontra abaixo da ferramenta de texto e fica no mesmo grupo que as ferramentas retângulo, elipse, polígono. O ícone que aparece alí pode não ser o da estrela e sim o de outros ítens do grupo, mas basta clicar no ícone principal para que você selecioná-la na lista. Isso acontece porque o Illustrator coloca no painel principal a última ferramenta do grupo que foi selecionada.

2) Clique e arraste, sem soltar o mouse até a etapa 3! (importante!

3) Com as setas “pra cima” e “pra baixo” do teclado, aumente ou diminua o número de pontas da estrela. 

image

4) Selecione a estrela criada e escolha uma cor. Mantenha a estrela selecionada para o próximo passo.

5) Abra o painel Appearance (aparência) em Window > Appearance. Já no painel, clique no botão fx (Add New Effect) que aparece selecionado na imagem 5.

6) Selecione a opção “Distort & Transform” e, em seguida, “Pucker & Bloat…

image

7) No painel de controle da ferramenta Pucker & Bloat você pode escolher por “esvaziar” ou “inflar” o objeto selecionado. Se movermos o slider para a esquerda, em direção à palavra Pucker – gerando números negativos -, esvaziamos o objeto. Para este tutorial, o moveremos para direita para inflarmos a nossa estrela, arredondando suas pontas e a transformando em uma flor! A porcentagem que funcionou bem para mim foi de 30%, mas isso varia de acordo com o efeito que você deseja obter e também com  o tamanho da imagem. Mantenha a opção “Preview” ativada para que você acompanhe as transformações em tempo real.

8) Por fim, crie uma esfera no meio da flor para ser o miolo e escolha uma cor para ela. 

OBS: O efeito Pucker & Bloat, assim como todos os outros do painel Appearance, pode ser modificado a qualquer hora: basta clicar no nome do efeito no painel e fazer as mudanças necessárias!

Para criar as demais flores, fui repetindo o mesmo processo com outros objetos como estrelas com número diferente de pontas e polígonos! Experimente com pentágonos, hexágonos, dodecágonos… (aula de geometria, oi? hahaha).

Aumente bastante o número de lados, teste com números de lados pares, ímpares… e escolha uma bela paleta de cores! No efeito Pucker & Bloat, varie bastante a porcentagem (menor para obter flores mais “gordinhas” e maior para flores com pétalas mais longas, faça o teste!).

Simples, não? Aposto que vocês nunca mais vão querer desenhar uma pétala no Illustrator para construir esse tipo de flor rs.

Abaixo está o resultado final da estampa, com as 3 variações de paleta que eu criei. Após ter definido a paleta da estampa principal (de fundo amarelo), fui criando outras cores de fundo e, a partir dela, gerando novas harmonias de cor.

image

image

image

Para quem ficou curioso, as folhas foram construídas de outra maneira, utilizando os pincéis do Illustrator, mais especificamente o “Scatter Brush”. Se vocês quiserem eu posso fazer um outro tutorial falando apenas dele, basta deixar aí nos comentários. ;) Se tiver bastante gente querendo, eu dou sequência à este post!

Bom, me desculpem pelo post longo, mas eu gosto de fazer os tutoriais sempre muito bem explicadinhos! Caso ainda tenha ficado alguma dúvida, é só me falar!

Beijinhos e espero que vocês tenham gostado!

Projeto Rapport + Metapix

Gente,
vocês já estão mais do que acostumados a me ver falando do site Metapix, do nosso querido colaborador Lula Rocha, certo? Já falei sobre ele:

E vocês lembram do Projeto Rapport, o site da também querida Alice Prina, não é? O projeto tem como proposta mostrar o trabalho de designers de estampas brasileiros, que muitas vezes ficam escondidos por trás das marcas. É super interessante!

imagePois então… a Alice descobriu recentemente o Metapix e fez um post super legal sobre ele no Projeto Rapport! Estou postando aqui pois achei que o texto ficou super explicativo e interessante e também para reforçar a dica dessas duas ferramentas online interessantíssimas para quem trabalha com estamparia. 

Eu já falei sobre o Projeto Rapport:

E também já fomos pauta para um post da Alice:

Se vocês ainda não conheciam esses sites, não deixem de visitá-los. Vocês vão adorar!!!

Beijos!

Como resolver o problema das linhas finas nas emendas do padrão?

Gente, o post de hoje é especial! Vocês se lembram de um post que eu tinha feito sobre aquelas linhas brancas fininhas no Illustrator, que inclusive eu cheguei a divulgar pra vocês, mas depois acabei apagando?

Pois é… Eu tirei do ar porque a referência que eu tinha colocado de um site que explicava o porque dessas linhas e dava dicas de como resolver o problema, não estava 100% correta. E, para que eu pudesse “me redimir” com vocês (rs.), com um post ainda melhor, o Estampaholic ganhou um colaborador, que não é ninguém menos do que o Lula Rocha, do site Metapix. Tá bom pra vocês? :D

O Lula escreveu esse artigo que todos vocês precisam ler para nunca mais terem esse problema que tira qualquer designer de estampas do sério!

Sem mais delongas, vamos ao artigo. Sugiro que vocês leiam todo, do início ao fim, porque para evitarmos essas linhas precisamos ter cuidado desde o momento em que criamos o padrão até o finalzinho, onde exportamos o arquivo! Espero que vocês gostem desse post colaborativo, eu estou super feliz com a novidade!

……………………………………………………………………………………………………….

Como resolver o problema das linhas finas nas emendas do padrão?

No Illustrator, uma Amostra de Padrão (Pattern Swatch) é um retângulo contendo um desenho (módulo), que pode ser usado para preencher um objeto.

Ao preencher um objeto, o Illustrator repete a amostra (módulo), lado a lado, na horizontal e na vertical, sem nenhum espaço entre os módulos.

Ao fazer esta repetição podem aparecer linhas finas (claras) nas emendas entre os módulos. Estas linhas finas constituem um problema, uma vez que atrapalham a visualização do padrão.

Sendo assim, o objetivo deste artigo é:

  1. Esclarecer a origem do problema
  2. Apresentar uma solução definitiva

Origem do problema
As linhas finas nas emendas do padrão são causadas pelo recurso Anti-aliasing do Illustrator.

O recurso Anti-aliasing suaviza, automaticamente, as linhas verticais e horizontais quando:

  1. O retângulo não casa com o Grid de Pixel e/ou
  2. Estamos visualizando com um fator de Zoom que não seja múltiplo de 100

Anti-aliasing
Com exceção do novo monitor Retina display da Apple, que tem uma resolução bem alta de 326 ppi (pixels por polegada), a maioria dos monitores tem uma resolução muito baixa variando entre 72 ppi e 150 ppi. Isto significa que os pixels da tela são muito grandes e por isso uma curva, por exemplo um círculo, seria exibido com a borda toda “serrilhada”. Mas não vemos a borda serrilhada graças ao Anti-aliasing. O Anti-aliasing suaviza (“desfoca”) as bordas, introduzindo pixels com cores mais claras, para que a arte seja apresentada na tela com esta aparência suave.

Figura 1
image
Anti-aliasing no Illustrator
O Illustrator, claro, também usa o recurso Anti-aliasing. Sem ele, as nossas artes apareceriam todas serrilhadas. O problema é que ele também é aplicado em linhas verticais e horizontais, e, quando criamos padrões, é gerado este efeito colateral indesejável, com o aparecimento de linhas finas (pixels com cores mais claras) nas bordas dos retângulos.

Grid de Pixel
O Grid de Pixel é outro recurso do Illustrator, que funciona por “trás dos panos”, para definir quando o Anti-aliasing deve ou não, suavizar as linhas verticais e horizontais. 

Para visualizar o Grid de Pixel, escolha Menu View > Pixel Preview e aproxime bastante a prancheta.                               

Figura 2
O quadrado da esquerda NÃO está alinhado ao Grid de Pixel e por isso as bordas são suavizadas, automaticamente. O Anti-aliasing cria linhas de pixels com cores claras.

O quadrado da direita está alinhado ao Grid de Pixel e por isso o Anti-aliasing não entra em ação, e as bordas não são suavizadas.

image

Figura 3
Para alinhar um objeto ao Grid de Pixel, selecione o objeto e no Painel Transform escolha a opção Align to Pixel Grid.

image

Figura 4
Ao ativar a opção Align to Pixel Grid, o Illustrator modifica, minimamente, a posição e a dimensão do objeto para que tudo case com o Grid de Pixel. Esta modificação é imperceptível mas suficiente para que o Anti-aliasing não seja necessário. Experimente trocar a unidade de medida do documento para Pixels e você verá que todos os valores são inteiros e pares.

image

Pronto, aqui está a resposta para o problema. Para evitar que apareçam as linhas finas quando criamos uma Amostra de Padrão, a amostra tem que ter medidas inteiras e pares, usando Pixels como unidade de medida.

Dica: você também pode usar a unidade de medida Pontos (pt) porque 1pt = 1px.

Solução: Redimensionar a Amostra de Padrão

Antes de começar certifique-se de que a amostra foi feita corretamente, aproximando bastante para ver se as linhas finas aumentam de espessura. Se a espessura da linha aumentar é porque existe um problema com o desenho.

Figura 5

  • 1. No Painel Swatches dê um clique duplo na amostra de padrão, para entrar no Modo de Edição de Padrão (Pattern Editing Mode)
  • 2. Exibir as Réguas. Menu View > Rulers > Show Rulers (CMD+R no Mac ou CTRL+R no PC)
  • 3. Posicione o cursor em cima da Régua, clique com o botão direito do mouse e escolha a unidade de medida Pixels ou Pontos.

image

Figura 6

  • 4. No Painel Pattern Options “arredonde” o tamanho para valores inteiros e pares
  • 5. Na barra cinza, no topo da janela, clique na palavra “Done” para confirmar a edição

image

Para mais detalhes sobre a solução, assista o vídeo abaixo no site Metapix:
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/amostra-de-padrao/como-resolver-o-problema-das-linhas-nas-emendas-do-padrao/

Observações e dicas

Fator de Zoom
O Anti-aliasing também entra em ação, quando estamos visualizando com um fator de Zoom que não seja múltiplo de 100, isto é, que não tenha uma relação “redonda”.

Por exemplo, quando visualizamos em 150% a relação é de 1 para 1,5 (relação “quebrada”). Isto significa que estamos pedindo para que 1 pixel da arte seja exibido numa área de 1,5 por 1,5 pixels da tela, mas como o pixel não pode ser dividido o Anti-aliasing entra em ação exibindo pixels com “meia cor”, ou seja, com uma cor mais clara, originando a linha fina.

Agora quando visualizamos em 200% a relação é de 1 para 2. Isto significa que 1 pixel da arte será exibido numa área de 2 por 2 pixels da tela e como esta é uma relação “redonda” o Anti-aliasing não entra em ação e as linhas finas não aparecem.

Figura 7
Quando repetidos lado a lado, mesmo que os quadrados estejam alinhados ao Grid de Pixel, as linhas finas aparecem porque estamos visualizando com um fator de Zoom “quebrado”, neste exemplo o fator é de 1587%.

image

Figura 8
Os mesmos quadrados sendo visualizados com um fator de Zoom “redondo” (múltiplo de 100), neste exemplo o fator é de 1600%, e por isso o Anti-aliasing não entra em ação e a linha fina desaparece.

image

Dica: Esta é a razão pela qual as linhas às vezes aparecem e às vezes somem quando aproximamos ou afastamos a prancheta. Dependendo do fator de Zoom, o Anti-aliasing entra ou não em ação.

Evite o problema na origem
Para evitar o problema na origem, crie suas Amostras de Padrão sempre com medidas inteiras e pares usando Pixels ou Pontos como unidade de medida.

Outras técnicas
Lembre que você também pode fazer a repetição e criar o padrão usando outras técnicas como por exemplo “Movendo Cópias” e repetindo com o comando Transform Again (CMD+D no Mac ou CTRL+D no PC) ou com a técnica “Padrão Dinâmico” fazendo a repetição com o Efeito Transform.

Para mais detalhes sobre estas técnicas visite os links abaixo:
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/movendo-copias/
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/padrao-dinamico/

Posição
Não é muito comum mas pode acontecer de, mesmo depois de redimensionar a amostra, as linhas continuarem aparecendo por causa da posição X,Y. A posição do objeto/amostra pode não estar casando com o Grid de Pixel. Neste caso, experimente remover o padrão do preenchimento, aplicando uma outra cor qualquer e depois aplique novamente o padrão.

Impressão
Mesmo que as linhas finas estejam aparecendo na tela elas não devem aparecer na impressão. Lembre, as linhas finas são apenas um “fenômeno” causado pelo Anti-aliasing na hora de apresentar a arte na tela. Isto significa que se elas aparecerem na impressão é porque a arte vetorial foi convertida para imagem bitmap durante o processo de impressão. E neste caso você deve checar as configurações de impressão (procure pelas opções “Output”, “Graphics” ou equivalente e certifique-se de que a arte não está sendo convertida para imagem bitmap)

Exportando a arte como imagem bitmap
Se você for exportar a sua arte vetorial como imagem, usando algum formato bitmap, por exemplo JPG ou PNG, mais uma vez, você tem que tomar cuidado com o Anti-aliasing.

Figura 9
Ao exportar (Menu File > Export) na caixa de diálogo do formato escolhido, procure pela opção Anti-aliasing e escolha ART OPTIMIZED (Supersampling).

image

Para mais detalhes sobre como exportar assista o vídeo abaixo no site Metapix:
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/saida/exportando-imagens-em-formato-jpeg/

Muito bem pessoal, é isso. Espero ter ajudado, e só para ficar registrado, todo este estudo para entender, de uma vez por todas, a origem do problema e poder oferecer uma solução definitiva é porque eu também odeio estas linhas finas :)

Lula Rocha
Rio de Janeiro, maio de 2013

imageLula Rocha é professor dos cursos de Design da PUC do Rio de Janeiro, do curso de Pós-graduação em Design de Estamparia do SENAI/CETIQT-Rio e autor do curso Illustrator para Design de Superfície e Estamparia do Site Metapix.

 

Metapix – acreditem em mim: essa dica vocês não vão querer perder!

Não é segredo pra ninguém que eu adoro o Metapix!

O Metapix é um site sensacional pra quem quer aprender mais sobre os softwares Illustrator e Photoshop da Adobe, porém com um (enorme) diferencial: possui uma grande quantidade de vídeos totalmente dedicados à Estamparia. Antes de dar continuidade ao post, assistam o vídeo abaixo! :)

Tentando resumir para vocês, é um site super bem feito e organizado (vejam aqui a estrutura do curso), com vídeos (em português!) muito didáticos, divididos por temas, que você pode assistir a hora que quiser, te ensinando tudo que você precisa saber para trazer suas estampas à vida. Quer mais que isso?

Quem ministra os cursos online é o Lula Rocha, especialista certificado pela Adobe em Illustrator e Photoshop, com mais de 20 anos de experiência, formado pela PUC-Rio e Mestre em Design pela Central Saint Martins College of Art & Design. Atualmente, dá aulas na graduação de Design da PUC-Rio e na Pós-Graduação em Design de Estampas no SENAI-CETIQT (e é gente finíssima!).

Muitos dos vídeos do Metapix são gratuitos, mas eu aconselho fortemente, a quem puder, que faça a assinatura. Sugiro que comecem pelos vídeos livres, que vão dar uma idéia do que está por vir e, se vocês se interessarem, procurem se inscrever em um destes planos – vocês não vão se arrepender! A primeira opção dos planos é a mensal, que custa R$29,00 e é ótima para vocês experimentarem o conteúdo sem um maior compromisso.

Eu já perdi a conta de quantas vezes eu indiquei o Metapix para amigas, irmãos (dois designers!), namorado (também designer!), colegas de profissão, colegas da pós-graduação de estamparia, conhecidos… e todas essas indicações foram muito espontâneas, porque eu realmente gosto do site e ele já me ajudou muito!!

No final do ano passado, quando eu decidi mudar de vez a minha carreira, saindo de tecnologia para estamparia, eu tinha apenas um monte de idéias e sonhos na cabeça e nenhuma experiência na construção de estampas.

O Metapix me ajudou muito a ponto de, em poucos meses (de muito trabalho e dedicação, claro – virei inúmeras noites aprendendo, desenhando e criando estampas) eu já conseguir produzir algumas estampas próprias e, com isso, ter o meu próprio portfólio online (que você pode ver, clicando aqui!).

Além do site, você ainda encontra o Metapix no facebook e no pinterest!

Uso, assino, assisto, sugiro, indico, recomendo, adoro!
Beijos e não deixem de conhecer!!