Design Seeds

Oi gente, boa noite! :)

Vim fazer um post rapidinho para apresentar um site que pode ser bastante útil para vocês! Vocês conhecem o Design Seeds?

image
O site, criado pela designer Jessica Colaluca, tem o objetivo de inspirar e ajudar designers na hora de escolher a paleta de cores mais adequada ao seu projeto. Serve, também, para ajudar aqueles que tem um pouco de dificuldade em escolher cores (alguém aí se identifica? o/ rs.), pois na verdade o que vocês vão encontrar lá são inúmeras sugestões de paletas, todas baseadas em belíssimas fotos.

Cores são um grande desafio para nós, designers mas, ao mesmo tempo, acho uma delícia experimentar as infinitas possibilidades de variações e combinações, assim com observar os diversos efeitos que diferentes paletas de cor podem oferecer! Mas, é sempre bom se cercar de idéias e inspirações e, nisso, esse site pode ajudar muito!

As paletas propostas no site podem ser usadas livremente em seus trabalhos, postadas no seu blog, Pinterest, etc. Não existe a possibilidade de criarmos paletas através do site, essa tarefa fica mais para o Colour Lovers (colourlovers.com), que eu falei nesse post aqui, mostrando em detalhes as ferramentas do site, vocês se  lembram? (http://bit.ly/15mMJ5V).

O que vocês podem fazer é uma busca por uma cor ou tema em específico, indo em “palette search”, o primeiro item do menu principal (http://design-seeds.com/index.php/search). Na parte de cores (hue), você vai mexendo nos sliders RGB (red, green, blue) até encontrar o tom que deseja ou, ao lado, pode procurar por temas, como por exemplo “Flora”: http://design-seeds.com/index.php/search/category/flora.

Por último, ainda existe a opção de se comprar livros de paletas (em “books”) e o bloghttp://blog.design-seeds.com, sob o ítem “fresh hues” que eu acho que vale a pena visitar, é bastante inspirador! Nele aparecem as paletas que são postadas no site e também os “moodboards” que deram origem a elas.

Espero que vocês gostem da dica e que visitem o site para se inspirarem! Abaixo estão umas imagens para vocês verem o que vão encontrar por lá!

image

image

image

image

image

image

image

image

image
Beijos e bom final de feriado!

Marc by Marc Jacobs x Liberty Prints

Vocês conhecem a Liberty Prints, certo? Se não conhecem, precisam conhecer! (tipo, agora! Ok, depois de ler o post rs).

A Liberty é, sem dúvida, uma das empresas mais icônicas de todos os tempos na área da Estamparia. Situada em Londres, sua história data de 1.875 e, até hoje, a Liberty é referência em tecidos de qualidade e design diferenciado no mundo inteiro. Para quem deseja saber mais sobre essa maravilhosa fábrica de estampas/loja de peças estampadas, não deixe de visitar o site: http://www.liberty.co.uk. Lá dá para ver mais produtos e saber um pouco mais sobre a história.

Se vocês se interessarem, posso fazer um post mais detalhado depois! Como sempre, é só deixar nos comentários! (Nossa, tive que me segurar pra me concentrar no post e não ficar passeando no site deles… rs.)

Mas a intenção desse post de hoje é falar da parceria da gigante inglesa com o estilista americano Marc Jacobs! Foram produzidas poucas peças, apenas cinco modelos, nas quais foram usadas somente duas estampas do acervo da Liberty (que tem só, assim… algo em torno de 40.000 estampas!). As escolhidas foram os florais Emma & Georgina e Wiltshire, o que vocês acharam?
image
image

Em todas as cinco peças, as duas estampas são usadas, com uma em maior destaque e a outra em detalhes como laterais, bolsos, alças, etc. Eu gostei mais da estampa Emma & Georgina (primeira abaixo) do que da Wiltshire (segunda), apesar de ser uma decisão meio difícil! E vocês??

image
image
Pra terminar, mais fotos dos produtos, com o detalhe lindo do forro tipográfico!
É muito amor!

image
image

image

image

image

Já pode querer de presente de aniversário? O meu é quarta-feira que vem! rs. Brincadeiras à parte, lindas estampas, não é? Gostaram? Espero que sim!

Beijo grande!

4.000 likes na página do Estampaholic no Facebook!

Já agradeci a vocês, leitores queridos do meu coração, pelos 4.000 likes no Facebook, mas acho que esse momento merece também um post aqui no blog. Estou muito, muito feliz, obrigada!

O blog faz “aniversário” de apenas 2 meses dia 08/06/13, mas, antes disso, já alcançamos esse número enorme de leitores. Vocês são o máximo!!! :D

Comecei o blog com a esperança de, quem sabe, ajudar um ou outro designer de estampas, mas tenho recebido tanto feedback positivo de vocês, que me sinto muito realizada e extremamente feliz! Vocês não tem idéia da satisfação que eu sinto cada vez que algum de vocês vem me dizer a forma como o blog o está ajudando!!

Espero que o blog esteja sendo verdadeiramente útil e inspirador para vocês e que ele já tenha sido a causa de alguns rabiscos em sketchbooks, ensaios em aquarela e, quem sabe, de algumas lindas estampas por aí. ;)

Continuem acompanhando porque ainda vem muita coisa legal pela frente! Semana que vem vai rolar uma SUPER entrevista, a primeira do blog, pra já começarmos com o pé direito. Vocês vão amar, prometo!

Beijo grande, obrigada a todos pelo carinho, mais uma vez!

Apostila – Defeitos de Estamparia Têxtil

Já falamos muito de inspiração e criação por aqui… mas fazer estampa também é produzí-la, prepará-la e mandá-la para o mercado, certo? Não podemos ficar só na parte “divertida” rs., temos que garantir, até onde vai o nosso alcance, que a estampa será impressa da melhor forma possível. Saber como todo o procedimento funciona, muito além do Photoshop, Illustrator ou Corel, é um grande diferencial para quem atua nessa área.

Por isso, estou indicando para vocês uma apostila (bastante breve, com apenas 6 páginas), mostrando os erros mais comuns da estamparia, que vão desde problemas com o desenho em si até erros nas máquinas, tintas, tecidos, encaixes e etc. Esse material nos ajuda a perceber o quão delicado e sujeito a erros é o processo completo da estamparia.

A apostila foi uma dica da super Mônica Fuchshuber, ilustradora e designer com bastante experiência no mercado –  http://www.monicafuchs.com.br, no grupo “Design de Superfícies” do Facebook. Aliás, aconselho que vocês entrem nesses grupos pois sempre tem alguém postando algo de interessante, trocando informações, respondendo perguntas, ajudando, etc. No final do post, darei dicas de alguns dos quais faço parte.

Voltando à apostila, esse material tem como objetivo apresentar os principais erros que acontecem na hora de passar aquele desenho lindo para o tecido. Na verdade, o conteúdo é bastante técnico e trata mais de Engenharia Têxtil e não de desenho/criação.Porém, em muitas empresas, o Designer precisa acompanhar também a impressão das estampas e é sempre bom saber antever/previnir/entender/consertar um erro, certo? Ainda mais quando se trata de uma produção em larga escala, como é o caso de grandes empresas do mercado. Você não precisa ser um especialista no assunto, mas é sempre bom ter uma idéia do que está acontecendo e/ou ter um material de referência, caso haja a necessidade de uma consulta.

A apostila foi escrita para a disciplina “Design Têxtil III”, da Universidade Estadual de Maringá, no curso “Engenharia de Produção – Confecção Industrial”. Os autores são os alunos João Paulo Rocha, Silvestre Daunfenbach Jr. e Guilherme Berto. Segue o link: http://bit.ly/10rFvO6

E, por último, alguns grupos do facebook que tratam especificamente de estamparia:

É isso pessoal! Espero que esse post seja útil para vocês!
Beijo grande!

Coleção Animal Kingdom – Topshop

Estou apaixonada pelas estampas da coleção “Animal Kingdom” da Topshop! Vocês já viram? 

Adoro quando eu fico encantada com uma estampa que só tem uma cor! (ok, a última tem duas cores rs.) Isso me mostra que limitações como budget, cores, aplicações, técnicas, etc. não são um problema quando a criatividade é grande. Na verdade, ter certas restrições pode nos ajudar (e muito!) a ter um foco ainda maior no nosso trabalho, por incrível que pareça!

Querem saber do que eu estou falando? Vejam as estampas abaixo!

image

image

image

image

image
image

image

image

E aí, vocês concordam comigo? Essas estampas não são lindas?
Se quiserem ver mais detalhes no site, é só clicar nesse link: http://bit.ly/12UGFAa

Que tal a gente tentar criar uma estampa “de parar o trânsito” com apenas uma cor? Eu vou tentar! Se chegar a um resultado bacana, posto aqui pra vocês! E se alguém fizer, me mande que eu posto aqui no blog!

Beijos!!!

Estampados #3

Post para combinar, novamente, com esse clima “frio”, nada típico do Rio de Janeiro: meias estampadas! (sugestão da querida Mariana Benjamin)

Eu sempre gostei de meias coloridas e estampadas, desde pequena. E agora, conhecendo e convivendo mais de perto com a estamparia, isso se intensificou. Fiz uma seleção abaixo com estampas variando das mais simples (bordadas, motivos únicos e repetição regular) até outras mais complexas, feitas através de impressão digital.

Se algum dia vocês receberem um briefing para fazer meias, não desanimem achando que vai ser sem graça! Dá pra fazer coisas muito legais, é só soltar a criatividade!

Alexander McQueen
image

Kenzo

image

Dorothy Perkins
image

Happy Socks
image

ModCloth
image

River Island
image

ModCloth
image

Tilly’s
imageStrathcona Stockingsimage

Strathcona Stockings
image

E aí, gostaram? Pra quem quiser ver mais, fiz essa seleção a partir de imagens que fui organizando no Pinterest do Estampaholic, no board “Meias Estampadas”. É só clicar aqui e ver muito mais inspiração!

Beijos!

Vídeo inspirador: Alisa and Andy Collaboration

Andei visitando o blog da Alisa Burke, o “Redefine Creativity” – que não fala exatamente sobre estamparia, mas sobre criatividade de uma forma geral – e encontrei esse vídeo lindo que tive que vir aqui compartilhar com vocês.  

O vídeo, em speed motion, mostra a parceria entre a artista e o seu marido, que pintaram juntos um mesmo quadro, cada um empregando o seu traço e estilo pessoais. Este quadro fica, atualmente, no quarto do casal, acima da cama. A filhinha deles, Lucy, também aparece diversas vezes durante o vídeo, o que faz com que ele tenha ainda mais graça!

Gosto muito de ver a forma livre com a qual Alisa trabalha, aplicando massas de cor com as mãos diretamente na tela e depois desenhando flores bastante gráficas por cima. Também acho interessante a maneira como a linguagem dos dois conversou tão bem – na minha opinião, a combinação ficou muito harmônica e, ao mesmo tempo, caótica e vibrante. 

Bom, chega de papo e vamos ao vídeo!

Alisa and Andy COLLABORATION from Alisa Burke on Vimeo.

Espero que vocês tenham gostado :) Não deixem de visitar o blog da artista, é muito interessante! Nele, além de posts interessantes, ela oferece também aulas online de criatividade, com assuntos diversos.

Beijos!

Gotas #1

Em homenagem à esse belo dia que está fazendo no Rio de Janeiro (só que não! rs.) vou colocar aqui um apanhado de estampas sobre… chuva!

Sendo mais específica, reuní algumas estampas com “gotas” (drops) como tema principal. Eu acho que esse tipo de estampa, com as cores e os traços certos, pode ficar muito charmoso! Confiram a minha seleção!

Oh Boy!
image

Jorey Hurleyimage

Joan McGuireimage

Fabric Wormimage

Sarajo Friedenimage

E aí, deu vontade de ficar debaixo das cobertas assistindo um filminho ou vocês vão aproveitar essa noite de sexta-feira chuvosa pelas ruas mesmo? Eu vou ficar com o combo namorado + filme + brigadeiro rs.

Beijos!

Tutoriais de Aquarela no Pinterest do Estampaholic

Oi gente!
Como os posts sobre aquarela fizeram um certo sucesso por aqui, decidi criar um board no Pinterest (pinterest.com/estampaholic) com vários tutoriais para diferentes níveis de conhecimento sobre o assunto.

Como comecei o board há pouco tempo, por enquanto não tem muita coisa lá. Acredito que, no momento, haja algo em torno de uns 20 tutoriais entre vídeos, imagens e links para alguns sites com passo a passo de pinturas. Porém, conforme eu for encontrando materiais interessantes, vou alimentando o painel lá!

Aliás, se tiverem um tempinho, eu sugiro que vocês deem uma olhada no Pinterest do Estampaholic (http://pinterest.com/estampaholic) como um todo, pois é nele eu organizo a maior parte do material que coloco por aqui.

Em breve vou fazer um post falando sobre todo o Pinterest do Estampaholic que, no momento, já possui 53 painéis e 836 pins de pura inspiração!

Mas, já que eu estou falando sobre o board de tutoriais de aquarela, aproveito para dizer que lá existem também outros boards, com diversas idéias para colocarmos a mão na massa. São eles:

  • Tutorias – Photoshop
  • Tutoriais – Illustrator
  • Tutoriais – Desenho
  • Tutoriais – Marcadores
  • DIY
  • Inspiração
  • Referências – traços
  • Referências – animais
  • Referências – passarinhos
  • Referências – flores

Os boards de tutoriais são auto-explicativos, não é? :)

No de DIY, eu procuro colocar ferramentas manuais que podem nos ajudar a construir imagens/padrões que podemos usar nas nossas estampas.

O board “Inspiração” serve para termos idéias de estampas, paletas de cores, temas para coleções, etc.

Por último, os boards de referências são imagens bonitas nas quais podemos nos basear para desenhar temas específicos. Por enquanto, criei painéis para animais em geral, pássaros e flores. Também há o board de referências de traços, no qual podemos ver tipos de desenhos diferentes para nos inspirarmos na hora de criar uma linguagem única/diferente para as estampas.

Espero que vocês gostem e sigam o Estampaholic também no Pinterest e, mais importante, que ele seja útil pra vocês! Se for, por favor me contem, vou ficar muito feliz!

Beijos!

Estampa Minha Flor

Mais uma estampa própria!
Estampa “Minha Flor”, por Patrícia Capella.
Vocês também podem ver essa estampa diretamente no meu portfólio!

A estampa abaixo foi a primeira criada para a Pós-Graduação em Design de Estampas que eu estou cursando, no SENAI-CETIQT.

image

Foi pedido como trabalho final da matéria “Cor na Estamparia” uma estampa na qual as cores fossem pensadas de forma a conversar adequadamente com o desenho, o público-alvo e o suporte, levando em conta a harmonia das cores entre si e como esta se daria no conjunto.

No meu caso, eu quis fazer uma estampa para decoração, mais especificamente para almofadas. Como seria uma estampa aplicada em um pedaço pequeno de tecido (e não em um papel de parede, por exemplo), eu poderia caprichar – leia-se exagerar rs. – na saturação e na escala do desenho, coisas que eu adoro rs.

Comecei o processo a partir de 3 flores que eu recortei de fotos no Photoshop (do pacote de flores que eu falei nesse post, lembram?), imprimi em tons de cinza e desenhei por cima, à lápis, na mesa de luz. Esse desenho foi feito de forma estilizada e bastante gráfica, pois a minha idéia era ter grandes áreas de cor chapada e não a de produzir um desenho realista.

Em seguida, e aí entra a parte mais legal da estampa, as flores foram vetorizadas no Illustrator… pelo meu namorado! :) Namorado designer (e atencioso) é o que há! Amo! Acho que eu já falo com vocês de uma maneira bastante informal pra poder contar esses detalhes, né? rs. Depois de manualmente vetorizadas, chegou a hora de escolher as cores!

Desde que eu desenhei as flores grandes, eu sabia que queria rosa e vermelho em áreas grandes e lisas de cor. Com isso em mente, acabei misturando as duas cores dentro das próprias flores, alternando-as entre pétalas.

Para balancear o vermelho e o rosa super saturados e o amarelo muito luminoso, eu criei uma combinação alternativa ao preto e branco: bege com saturação média/baixa e um cinza escuro. Acredito que o conjunto ficou harmônico porque as cores bastante vibrantes das flores estão cercadas por folhagens cinzas escuras e um fundo mais calmo e acinzentado, o que não deixou o visual tão pesado.

Mas, depois não resisti e quis experimentar uma versão menos “comportada”, mudando para uma outra alternativa ao preto e branco e bem contrastante: azul escuro e cinza claro. E o resultado foi esse abaixo:

image

Fiz também uma simulação da aplicação delas em uma almofada no Photoshop pra ver se ficava legal e se atendia ao briefing.
image
image

E aí, qual das duas vocês escolheriam? Me ajudem! rs.

Opiniões são sempre muito bem-vindas ;)

Beijos!

Dicas sobre Aquarela #1

Oi gente! Eu estou escrevendo esse post pela terceira vez rs. Meu Google Chrome resolveu fechar sozinho duas vezes e toda hora que a janela do post reabria, aparecia tudo vazio rs. Mas não tem problema, a gente reescreve! Desculpem a demora, esse final de semana foi meio conturbado e eu acabei ficando um pouco distante do blog.

Como foi escolhido por vocês na enquete do facebook (ok, só 13 pessoas de mais de 2.800 responderam, vocês são muito quietinhos!) o tema deste post será “Dicas sobre Aquarela”. Lembrando que eu ainda farei posts sobre os outros assuntos, apenas perguntei pra saber qual vocês queriam ver primeiro!

O post de hoje não tem a intenção de ensinar aquarela para ninguém. Como vocês devem ter visto no último post sobre o assunto, o Referências de traços – Aquarela eu apenas estou começando a mergulhar nesse mundo que eu acho fascinante. Minha intenção aqui é dividir com vocês as descobertas que eu faço ao longo do caminho, durante as minhas pesquisas, estudos e experimentações.

O mesmo vale para a própria estamparia. Não sei se vocês tem a impressão de que, por eu ter um blog sobre o assunto, eu já sou uma profissional estabelecida na área rs. Na verdade eu sou apenas uma designer apaixonada pela carreira que escolheu pra si, procurando absorver todo o conhecimento possível pra poder entrar de vez no mercado. Então eu sigo estudando, até conseguir meu primeiro emprego na área ou alguns freelas bacanas! :)

Bom, chega de papo e vamos ao que interessa! Eu falo muito, me desculpem rs.

image

Procurando por referências para fazer o post anterior sobre aquarela, me deparei com imagens/sites/vídeos interessantes. Aliás, um outro motivo pelo qual eu demorei tanto pra escrever aqui é que eu queria fazer um post coeso e não simplesmente colocar um monte de informações randômicas sobre aquarela pra vocês. Vamos ver se eu consegui rs.

Resolvi falar nesse post sobre tipos de pincéis e o efeito produzido por eles. Pra isso, consegui juntar algumas imagens e vídeos. O primeiro vídeo que eu vou colocar aqui é um que apresenta os quatro tipos de pincéis mais usados em aquarela. O vídeo é feito pelo artista Bob Davies e a maioria das minhas referências neste post vem dele. O vídeo é em inglês – e com bastante sotaque – mas acho que dá pra entender bem mesmo se o seu inglês não é muito fluente. Lembrando também que o youtube permite colocar legendas (originais em inglês) e até traduzir as mesmas, mas eu ainda não testei essa tradução. Bom, sem mais delongas, vamos à ele:

Em seguida, tem um outro vídeo do mesmo autor, mas em um canal diferente (falo mais sobre isso depois). Esse vídeo fala dos efeitos produzidos por cada pincel e como você pode atingir efeitos parecidos com pincéis diferentes, ou seja, você não precisa gastar uma fortuna para poder começar a pintar as suas aquarelas!

Encontrei vídeos do Bob nos sites Art Tutor (link direto para os vídeos grátis de aquarela: http://www.arttutor.com/free-watercolour-tutorials) e Watercolour Secrets (link também direto para a página de vídeos grátis: http://www.watercoloursecrets.com/videos.html). Os dois sites funcionam em esquema de assinatura, porém eles disponibilizam alguns vídeos grátis pra gente ter uma idéia de como são as aulas e decidirmos se vamos querer, ou não, assinar.

No site Watercolour Secrets, o artista ainda disponibiliza um e-book, bem completo e totalmente grátis, para download. Você precisa cadastrar o seu email e o link para download chega em poucos minutos:
http://www.watercoloursecrets.com/ebook.html

Além disso, ele possui um canal no youtube (link direto para os vídeos sobre aquarela: bit.ly/19hrEdL) com vídeos que ensinam, por exemplo, como pintar árvores, animais, nuvens, etc. Eu me ative aos vídeos do Bob pois achei que as explicações eram bastante simples e assim o conjunto faria mais sentido.

Como esse post já está ficando muito longo, acho melhor deixar as outras informações para um próximo, certo? Se vocês gostarem desse post, posso fazer um outro mostrando pinturas básicas, cores, texturas… o que vocês acham? Como sempre, é só deixar nos comentários aqui ou no facebook!

Beijos!

Apresentando a Pegasus Design

E hoje tem um post muito especial no blog!!!

Convidei a fofíssima Rafaella Machado, da Pegasus Design, para falar sobre a sua marca, juntamente com outras duas amigas, e mostrar o trabalho lindo que as três fazem juntas!

A Rafa e eu nos conhecemos em uma aula de gravuras do curso de Design da PUC-Rio. Na época, eu estava quase terminando a faculdade de Design e ela, a de Jornalismo. Mas, apesar disso, ela resolveu seguir o seu coração e começar a experimentar um pouquinho o Design. Não deu outra, se apaixonou e ficou de vez pelo lado de cá :) Imagina que desperdício seria se ela não tivesse feito isso? rs.

Bom, eu aconselho a todos que leiam o post e conheçam mais o trabalho dessas meninas. Quem sabe elas não vão inspirar alguém aí a também começar o próprio negócio???

Beijos!

……………………………………………………………………………………………………

Oi galera do Estampaholic, tudo bem? Somos a Pegasus Design, uma empresa estreante na área de design de superfície. A queridíssima Patricia Capella nos convidou para falarmos um pouco do nosso trabalho e ficamos super felizes com esse convite, então vamos lá!

A Pegasus nasceu quando três amigas viciadas em estampas, Rafa, Mari e Marce resolveram seguir o sonho de profissionalizar sua paixão. No momentos, estamos estampando em cadernos e tecidos, mas em breve levaremos as estampas da Pegasus para outras superfícies também 

O mais legal sobre trabalhar com estamparia, é que a inspiração pode vir de qualquer lugar. Nossa coleção de inverno, por exemplo, foi inspirada em duas coisas bem distintas: Maria Antonieta e a Era Industrial. Mas, mesmo com três visões e temas tão diferentes, trabalhamos pra que a Pegasus tenha uma linguagem própria e única, diferenciando-a de outras empresas de padronagens.

image

image

image

E aí? O que vocês acharam da nossa nova coleção? Estamos ansiosas para saber a opinião de vocês, colegas estampahólicos! Lembrando que todos os produtos estão a venda no nosso site pegasusdesign.com.br

image

A Pegasus Design é uma parceria entre as designers Rafaella Machado, Mariana Guedes e Marcela Filizola. Você pode conferir o trabalho delas no site pegasusdesign.com.br

Frutas #1

17h, hora do lanchinho… você já tá pensando em comer aquele sanduíche/salgado/biscoito, né? Nada disso, vamos comer uma frutinha que é mais saudável e bem menos calórica rs.

Para ajudar, aí va uma seleção de estampas com frutas, mais especificamente abacaxis, como tema principal!

via Clashing tumblr
image

Freya Flavell
image

Amyisla McCombie
image

Dark Dog Studio (site indisponível no momento)
image

Topshop
image

E aí, deu fome? rs.
Beijos!

Post 2 em 1: DIY e concurso de estampas (Front Row Society)

Oi gente!

Esse post, como diz o título, é 2 em 1! Inicialmente pensei apenas em postar um link para um tutorial que eu encontrei na internet, por se tratar de uma forma artesanal para se criar uma estampa. (Essa é pra turma que gosta de por a mão na massa!). Porém, ao final do tutorial percebi que esse post tinha como intuito, na verdade, chamar o pessoal para participar de um concurso de estampas africanas, naquele esquema de design/vote. Ou seja, você submete uma estampa e ela fica disponível para voto no site até uma data determinada.

Então, vamos por partes!

O site se chama Front Row Society (conhecem?) e eles promovem com uma certa frequência esse tipo de concurso.
O concurso em aberto no momento para envio de trabalhos é o “African Heat” e o título é bem auto-explicativo, certo?

Os vencedores desse concurso recebem, de imediato, a quantia de 200 euros e também um dos produto com a sua estampa, assim que estes chegarem na loja. Além disso, a cada 500 peças vendidas com a sua estampa, o autor recebe novamente a quantia de 200 euros. Por último, haverá uma entrevista com o vencedor e seus trabalhos serão divulgados em Berlim e internacionalmente.

Vocês podem ver mais detalhes sobre o concurso nesse link: http://www.frontrowsociety.com/boutique/modules/contest/designbrief.php?cid=59 e, ao abrí-lo, já irão se deparar com esse moodboard lindo:

image

Agora vamos ao motivo inicial desse post: um tutorial DIY de estampas utilizando… batatas! Vocês já ouviram falar em carimbos feitos com batatas? Bom, é um material bem barato, que todos nós temos em casa e cria um efeito handmade bem bacana. Claro que os motivos esculpidos na batata não serão muito complexos (não é pra brincar de xilogravura, ok? rs.) mas essa não é a idéia. O legal em estampas étnicas, mais especificamente as africanas, é o interesse que você consegue gerar com a combinação de formas simples e cores saturadas.

O tutorial se encontra neste link – http://www.frontrowsociety.com/frs/potato-stamping-for-africa-inspired-swimwear e, nas imagens seguintes, podemos ver tanto o processo quanto o resultado obtido com esse tutorial – depois de tratado no Photoshop. Notem que esse motivo é apenas uma sugestão da pessoa que desenvolveu o tutorial, o seu desenho você é quem deve criar!

imageimageimage

E aí, gostaram da idéia? Mãos à obra?
Beijos!

Curso de Aquarela com Renato Alarcão

E foi só eu falar de aquarela… rs.

Me deparei hoje com esse post no facebook: Aula de aquarela com Renato Alarcão! Vocês o conhecem? Se não conhecem, não deixem de ver o trabalho dele). O curso começa dia 08/06 aqui no Rio de Janeiro, no bairro da Gávea, e as vagas são limitadas!

O curso tem um total de 6 aulas, sendo as duas primeiras sobre teoria de cor e a última uma aula de pintura ao ar livre no Jardim Botânico
As inscrições já estão abertas pelo email: workshops@alarcao.com.br
O valor do curso é de R$600,00 ou duas parcelas de R$330,00, com a segunda parcela em um cheque pré-datado para o segundo mês.

Nunca fiz aula de aquarela com o Alarcão mas ouço falar maravilhas desse curso. Quando estava pedindo indicações de que curso de aquarela fazer, 90% das recomendações que eu recebi foram dos cursos do Renato Alarcão.

E aí, vamos fazer? :)

Vejam mais detalhes na imagem abaixo:
image

Ou neste link: http://on.fb.me/11RFgtd

Beijos!

Referências de traços – Aquarela

Vocês sabem qual é o estilo de vocês? Qual o traço, qual a identidade do desenho de vocês? Pois essa é uma pergunta que eu ainda não sei responder muito claramente sobre o meu trabalho.

Eu gosto muito de experimentar e acredito que ainda esteja numa fase de grande curiosidade, testando tudo que eu posso até me descobrir. A única linha que eu consigo traçar entre os meus trabalhos é a da cor. Gosto muito de cores fortes, saturação é comigo mesma! rs. Quanto ao meu traço, eu o considero bem simples, quase que tímido.

E essa última parte é o que eu venho tentando mudar. Decidi que vou treinar aquarela incessantemente até pegar o jeito da coisa. Lógico que não tenho intenção de me tornar uma exímia pintora, mas pretendo pelo menos conseguir me expressar através dessa que eu considero uma das técnicas mais bonitas de pintura/desenho.

Para isso, comecei a juntar algumas referências de desenhos em aquarela e estou criando esta nova área no blog, não dedicada diretamente à estamparia mas sim à desenhos, ilustrações e traços. Bom, convenhamos que, no meu caso, fatalmente estes desenhos se transformarão em estampas rs. (estampaholic, eu?).

Aí vai uma pequena parte das minhas referências em aquarela. Quem tiver artistas/designers/ilustradores/pintores para indicar, ganha um abraço e um sorriso virtuais :D

As duas primeiras são do blog da Caitlin McGauleyimage

image

Não encontrei o link para o autor :(
image

Laura Manfre

image

Robert Farkas
image

Não encontrei o link para o autor :(

image

Samantha Hahn

image

Amy Sia (essa eu nem precisava ir conferir o nome do artista pra saber que era a Amy Sia. Adoro o trabalho dela, depois faço um post como fiz para a Moniquilla!)

image

Clare Owenimage

Bertie WonderblueimageE aí, o que vocês acharam?
Nossa, foi difícil fazer uma seleção de 10. Já tenho material pra fazer muitos outros posts sobre aquarela, se vocês gostarem rs.

Aliás o próximo post vai ser sobre algumas dicas para se trabalhar com aquarela que eu também acho interessante!

Beijos!

Designers de Estampas: Moniquilla

Seção nova no blog, agora com portfólios de designers de estampas muito interessantes que eu encontro em meio às minhas pesquisas! (sugestão de posts da Karina Werner, lá na página do facebook!)

A primeira pessoa de quem eu vou falar é a espanhola Mónica Muñoz ou, como é conhecida, Moniquilla. Vocês já viram o trabalho dela por aqui algumas vezes, né? rs. Sou fã dela! Nas imagens abaixo vocês vão ver o porque! :)

image

image

image

image

A Mónica possui uma marca de produtos própria, que vende lenços, camisetas, vestidos e outros produtos – todos com as estampas lindas que ela desenvolve! Ela é dona de um traço muito bonito, bastante livre e colorido. Aliás, o que mais me chama a atenção nos seus trabalhos são exatamente as cores, que ela escolhe e combina de forma tão harmoniosa.

A maior parte das suas estampas partem de desenhos manuais, nos quais ela utiliza diversos materiais como aquarela, giz de cera e marcadores (sim, estou devendo um post para vocês sobre os famosos marcadores! rs. Podem me cobrar!).

E, pra quem é curioso (como eu) e quer saber um pouco mais sobre a pessoa por trás dos desenhos, aí vai um vídeo dela com um estande na Mercedes Benz Fashion Week:

Bom, o que eu coloquei aqui foi só uma prévia do trabalho dela, vocês podem saber mais sobre a Mónica no blog dela (http://masmoniquilla.blogspot.com.es) e na página do facebook (https://www.facebook.com/pages/moniquilla/135895896425951?fref=ts)

O que vocês acharam do estilo dela? Eu adoro!
Beijos!

Estampa Flamingos

Mais uma estampa própria! 

Estampa “Flamingos”, por Patrícia Capella.
Vocês também podem ver essa estampa diretamente no meu portfólio!

image

image

Essa estampa partiu de um sketch rápido que eu fiz pra me lembrar de que eu queria fazer uma estampa de listras com flamingos rs. Acabou virando a própria! É uma estampa simples, mas eu gostei do efeito de listras meio “interrompidas” pelos flamingos. O que vocês acham?

Foi bem menos trabalhosa do que a Clusters, que eu fiz post mostrando o processo criativo, mas se vocês quiserem eu faço um post com o passo-a-passo dessa aqui também. É só deixar nos comentários!

Beijos!

Como resolver o problema das linhas finas nas emendas do padrão?

Gente, o post de hoje é especial! Vocês se lembram de um post que eu tinha feito sobre aquelas linhas brancas fininhas no Illustrator, que inclusive eu cheguei a divulgar pra vocês, mas depois acabei apagando?

Pois é… Eu tirei do ar porque a referência que eu tinha colocado de um site que explicava o porque dessas linhas e dava dicas de como resolver o problema, não estava 100% correta. E, para que eu pudesse “me redimir” com vocês (rs.), com um post ainda melhor, o Estampaholic ganhou um colaborador, que não é ninguém menos do que o Lula Rocha, do site Metapix. Tá bom pra vocês? :D

O Lula escreveu esse artigo que todos vocês precisam ler para nunca mais terem esse problema que tira qualquer designer de estampas do sério!

Sem mais delongas, vamos ao artigo. Sugiro que vocês leiam todo, do início ao fim, porque para evitarmos essas linhas precisamos ter cuidado desde o momento em que criamos o padrão até o finalzinho, onde exportamos o arquivo! Espero que vocês gostem desse post colaborativo, eu estou super feliz com a novidade!

……………………………………………………………………………………………………….

Como resolver o problema das linhas finas nas emendas do padrão?

No Illustrator, uma Amostra de Padrão (Pattern Swatch) é um retângulo contendo um desenho (módulo), que pode ser usado para preencher um objeto.

Ao preencher um objeto, o Illustrator repete a amostra (módulo), lado a lado, na horizontal e na vertical, sem nenhum espaço entre os módulos.

Ao fazer esta repetição podem aparecer linhas finas (claras) nas emendas entre os módulos. Estas linhas finas constituem um problema, uma vez que atrapalham a visualização do padrão.

Sendo assim, o objetivo deste artigo é:

  1. Esclarecer a origem do problema
  2. Apresentar uma solução definitiva

Origem do problema
As linhas finas nas emendas do padrão são causadas pelo recurso Anti-aliasing do Illustrator.

O recurso Anti-aliasing suaviza, automaticamente, as linhas verticais e horizontais quando:

  1. O retângulo não casa com o Grid de Pixel e/ou
  2. Estamos visualizando com um fator de Zoom que não seja múltiplo de 100

Anti-aliasing
Com exceção do novo monitor Retina display da Apple, que tem uma resolução bem alta de 326 ppi (pixels por polegada), a maioria dos monitores tem uma resolução muito baixa variando entre 72 ppi e 150 ppi. Isto significa que os pixels da tela são muito grandes e por isso uma curva, por exemplo um círculo, seria exibido com a borda toda “serrilhada”. Mas não vemos a borda serrilhada graças ao Anti-aliasing. O Anti-aliasing suaviza (“desfoca”) as bordas, introduzindo pixels com cores mais claras, para que a arte seja apresentada na tela com esta aparência suave.

Figura 1
image
Anti-aliasing no Illustrator
O Illustrator, claro, também usa o recurso Anti-aliasing. Sem ele, as nossas artes apareceriam todas serrilhadas. O problema é que ele também é aplicado em linhas verticais e horizontais, e, quando criamos padrões, é gerado este efeito colateral indesejável, com o aparecimento de linhas finas (pixels com cores mais claras) nas bordas dos retângulos.

Grid de Pixel
O Grid de Pixel é outro recurso do Illustrator, que funciona por “trás dos panos”, para definir quando o Anti-aliasing deve ou não, suavizar as linhas verticais e horizontais. 

Para visualizar o Grid de Pixel, escolha Menu View > Pixel Preview e aproxime bastante a prancheta.                               

Figura 2
O quadrado da esquerda NÃO está alinhado ao Grid de Pixel e por isso as bordas são suavizadas, automaticamente. O Anti-aliasing cria linhas de pixels com cores claras.

O quadrado da direita está alinhado ao Grid de Pixel e por isso o Anti-aliasing não entra em ação, e as bordas não são suavizadas.

image

Figura 3
Para alinhar um objeto ao Grid de Pixel, selecione o objeto e no Painel Transform escolha a opção Align to Pixel Grid.

image

Figura 4
Ao ativar a opção Align to Pixel Grid, o Illustrator modifica, minimamente, a posição e a dimensão do objeto para que tudo case com o Grid de Pixel. Esta modificação é imperceptível mas suficiente para que o Anti-aliasing não seja necessário. Experimente trocar a unidade de medida do documento para Pixels e você verá que todos os valores são inteiros e pares.

image

Pronto, aqui está a resposta para o problema. Para evitar que apareçam as linhas finas quando criamos uma Amostra de Padrão, a amostra tem que ter medidas inteiras e pares, usando Pixels como unidade de medida.

Dica: você também pode usar a unidade de medida Pontos (pt) porque 1pt = 1px.

Solução: Redimensionar a Amostra de Padrão

Antes de começar certifique-se de que a amostra foi feita corretamente, aproximando bastante para ver se as linhas finas aumentam de espessura. Se a espessura da linha aumentar é porque existe um problema com o desenho.

Figura 5

  • 1. No Painel Swatches dê um clique duplo na amostra de padrão, para entrar no Modo de Edição de Padrão (Pattern Editing Mode)
  • 2. Exibir as Réguas. Menu View > Rulers > Show Rulers (CMD+R no Mac ou CTRL+R no PC)
  • 3. Posicione o cursor em cima da Régua, clique com o botão direito do mouse e escolha a unidade de medida Pixels ou Pontos.

image

Figura 6

  • 4. No Painel Pattern Options “arredonde” o tamanho para valores inteiros e pares
  • 5. Na barra cinza, no topo da janela, clique na palavra “Done” para confirmar a edição

image

Para mais detalhes sobre a solução, assista o vídeo abaixo no site Metapix:
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/amostra-de-padrao/como-resolver-o-problema-das-linhas-nas-emendas-do-padrao/

Observações e dicas

Fator de Zoom
O Anti-aliasing também entra em ação, quando estamos visualizando com um fator de Zoom que não seja múltiplo de 100, isto é, que não tenha uma relação “redonda”.

Por exemplo, quando visualizamos em 150% a relação é de 1 para 1,5 (relação “quebrada”). Isto significa que estamos pedindo para que 1 pixel da arte seja exibido numa área de 1,5 por 1,5 pixels da tela, mas como o pixel não pode ser dividido o Anti-aliasing entra em ação exibindo pixels com “meia cor”, ou seja, com uma cor mais clara, originando a linha fina.

Agora quando visualizamos em 200% a relação é de 1 para 2. Isto significa que 1 pixel da arte será exibido numa área de 2 por 2 pixels da tela e como esta é uma relação “redonda” o Anti-aliasing não entra em ação e as linhas finas não aparecem.

Figura 7
Quando repetidos lado a lado, mesmo que os quadrados estejam alinhados ao Grid de Pixel, as linhas finas aparecem porque estamos visualizando com um fator de Zoom “quebrado”, neste exemplo o fator é de 1587%.

image

Figura 8
Os mesmos quadrados sendo visualizados com um fator de Zoom “redondo” (múltiplo de 100), neste exemplo o fator é de 1600%, e por isso o Anti-aliasing não entra em ação e a linha fina desaparece.

image

Dica: Esta é a razão pela qual as linhas às vezes aparecem e às vezes somem quando aproximamos ou afastamos a prancheta. Dependendo do fator de Zoom, o Anti-aliasing entra ou não em ação.

Evite o problema na origem
Para evitar o problema na origem, crie suas Amostras de Padrão sempre com medidas inteiras e pares usando Pixels ou Pontos como unidade de medida.

Outras técnicas
Lembre que você também pode fazer a repetição e criar o padrão usando outras técnicas como por exemplo “Movendo Cópias” e repetindo com o comando Transform Again (CMD+D no Mac ou CTRL+D no PC) ou com a técnica “Padrão Dinâmico” fazendo a repetição com o Efeito Transform.

Para mais detalhes sobre estas técnicas visite os links abaixo:
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/movendo-copias/
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/padrao-dinamico/

Posição
Não é muito comum mas pode acontecer de, mesmo depois de redimensionar a amostra, as linhas continuarem aparecendo por causa da posição X,Y. A posição do objeto/amostra pode não estar casando com o Grid de Pixel. Neste caso, experimente remover o padrão do preenchimento, aplicando uma outra cor qualquer e depois aplique novamente o padrão.

Impressão
Mesmo que as linhas finas estejam aparecendo na tela elas não devem aparecer na impressão. Lembre, as linhas finas são apenas um “fenômeno” causado pelo Anti-aliasing na hora de apresentar a arte na tela. Isto significa que se elas aparecerem na impressão é porque a arte vetorial foi convertida para imagem bitmap durante o processo de impressão. E neste caso você deve checar as configurações de impressão (procure pelas opções “Output”, “Graphics” ou equivalente e certifique-se de que a arte não está sendo convertida para imagem bitmap)

Exportando a arte como imagem bitmap
Se você for exportar a sua arte vetorial como imagem, usando algum formato bitmap, por exemplo JPG ou PNG, mais uma vez, você tem que tomar cuidado com o Anti-aliasing.

Figura 9
Ao exportar (Menu File > Export) na caixa de diálogo do formato escolhido, procure pela opção Anti-aliasing e escolha ART OPTIMIZED (Supersampling).

image

Para mais detalhes sobre como exportar assista o vídeo abaixo no site Metapix:
http://metapix.com.br/curso/illustrator-superficie/saida/exportando-imagens-em-formato-jpeg/

Muito bem pessoal, é isso. Espero ter ajudado, e só para ficar registrado, todo este estudo para entender, de uma vez por todas, a origem do problema e poder oferecer uma solução definitiva é porque eu também odeio estas linhas finas :)

Lula Rocha
Rio de Janeiro, maio de 2013

imageLula Rocha é professor dos cursos de Design da PUC do Rio de Janeiro, do curso de Pós-graduação em Design de Estamparia do SENAI/CETIQT-Rio e autor do curso Illustrator para Design de Superfície e Estamparia do Site Metapix.

 

Tendência de estampas: Orientais

Porque nem só da nossa criatividade vivem as estampas, né?
Temos que estar sempre atentos às tendências do mercado para usarmos como referência na hora da criação.

O post “Inspire me now – Estampa Oriental”, do blog “The Fashion Hall” mostra uma série de produções onde a peça-chave possui uma estampa com motivos orientais como borboletas, pássaros, flores e folhagens japonesas.

image

Algumas peças ainda vem com uma modelagem semelhante às dos quimonos, reforçando ainda mais a tendência.

Quem quiser ver, é só clicar no link: http://www.thefashionhall.com.br/2013/04/inspire-me-now-estampa-oriental.html

Beijos!

Colour Lovers

Vocês conhecem o site Colour Lovers (colourlovers.com)?

Imagino que a maioria de vocês conheça. Esse site é um dos recursos online mais bacanas que eu conheço para se pensar em paletas de cor.

Paletas de cores são simplesmente essenciais para a sua estampa. Uma boa seleção de cores pode trazer à vida uma estampa simples, enquanto uma paleta ruim pode matar a estampa mais linda elaborada de todas. No nosso trabalho, é essencial que a gente entenda muito bem de cores, harmonias, combinações, contrastes, etc.

O cadastro no site é gratuito e você pode criar paletas livremente, usando diversas ferramentas que eles oferecem. Para começar, basta clicar no botão verde “Create” que fica na direita e próximo ao topo do site.

image
(obs: você também pode criar patterns e pattern templates, mas eu vou falar hoje apenas das cores senão o post não acaba nunca rs.)

A ferramenta mais prática e rápida é a que aparece assim que você clica em criar paleta, no painel Basic que já vem selecionado.

image
Você pode escolher uma cor para começar, no painel de cores abaixo 
(ou entrar diretamente com o hexadecimal que você quiser), e ir escolhendo as cores similares (similar colors) sugeridas ao lado:

image
image

Você pode também, por exemplo, começar com uma cor e ir alterando os números de H (Hue) S (Saturation) V (Value) – matiz, saturação e valor. Quando você altera apenas um atributo, você constrói uma paleta mais harmônica. Coloquei três exemplos abaixo:

Alterando apenas a Matiz (Hue):
image

Alterando a Saturação (Saturation):
image

Alterando o Valor (Value):image

Agora, no painel avançado:

image
Você pode começar a montar sua paleta a partir de uma foto (canto superior esquerdo) e selecionar a opção “Pixelate” para transformar a estampa em pixels e conseguir selecionar mais facilmente as cores, assim:

image  image

image

Além disso, pode também selecionar uma cor e criar harmonias a partir dela, nos botões abaixo do círculo cromático (canto inferior direito). Coloquei exemplos dessas harmonias partindo de uma mesma cor e, abaixo, o significado de cada uma delas.

imageimage
imageimageimage

Blend: Cores análogas, próximas umas das outras no círculo cromático.
Comp: Cores complementares, opostas no círculo cromático.
Triad: Três cores equidistantes no círculo cromático.
Tetrad: Quatro cores em dois pares de cores complementares
Split: Cor principal mais duas cores adjacentes à sua cor complementar.

A terceira opção que eles oferecem é a de você montar uma paleta a partir de uma foto bonita que você encontrou pela internet (Pinterest, oi? rs.) na ferramenta “From a Photo”:

image

No caso, eu escolhi a capa desse CD da Lana Del Rey porque tem cores lindas (e porque as músicas dela tem embalado as minhas madrugadas criativas rs.). Você podem escolher as cores pela foto ou usar as harmonias sugeridas na parte direita do painel.

image

Reparem que quando passamos o cursor por cima da imagem, aparece um quadradinho com a cor correspondente àquela posição, o que nos ajuda na hora de clicar para selecionar a cor.

image

Além das opções de criação de paleta que eu apresentei, você ainda pode escolher entre as paletas criadas pelos outros usuários (Browse > Palettes, no menu principal) ou procurar por uma paleta que possua a cor que você deseja usar, na barra de buscas à direita (ver imagem abaixo):

image

Bom, acho que é isso, não vou me alongar (mais!) porque o post já está gigante. Se ficou faltando alguma coisa ou vocês ficaram com alguma dúvida, deixem um comentário abaixo que eu vou responder e tentar ajudar ao máximo :)

Beijos,
Patrícia Capella